05/11/2021 às 17h37min - Atualizada em 05/11/2021 às 17h37min

Poços de Caldas marca presença no Encontro Estadual da Afromineiridade, no Palácio das Artes

FONTE E FOTOS: Secretaria Municipal de Comunicação Social da Prefeitura de Poços de Caldas
O cantor e compositor Nego Moura durante apresentação no Palácio das Artes

O município de Poços de Caldas foi muito bem representado no 1º Encontro Estadual de Afromineiridade, realizado no último sábado (30), no mais importante templo das artes e da cultura de Minas Gerais, o Palácio das Artes, em Belo Horizonte. O cantor e compositor Nego Moura abriu a noite de apresentações, que reuniu diversos grupos da cultura afromineira. A professora e pesquisadora Maria José de Souza (Tita), e a integrante do Movimento Negro de Poços de Caldas e da Câmara Setorial de Cultura Popular do Conselho Municipal de Política Cultural, Maria Augusta Clementino, também participaram do evento.
Além de acompanharem o evento principal, na noite de sábado, Tita e Augusta integraram uma roda de conversa na capital mineira, na tarde do mesmo dia, visando discutir e dar visibilidade às questões e saberes afro-brasileiros.
 
Realizado pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), com o apoio da Fundação Clóvis Salgado e do Conselho Estadual de Política Cultural, o 1º Encontro Estadual da Afromineiridade teve como objetivo proporcionar a grupos culturais de raízes afro existentes no interior de Minas Gerais a experiência de se apresentarem no palco do Grande Teatro Palácio das Artes.
 
Em entrevista à Empresa Mineira de Comunicação, Nego Moura destacou que o que deveria acontecer é “os negros ocuparem os seus lugares por direito, pois o Brasil é um país miscigenado, onde a maioria da população é negra, mas ainda sofre pelo preconceito, as religiões de matrizes sofrem. Então, a ocupação de um espaço como esse é um divisor de águas para a cultura popular afromineira”. Acompanharam Nego Moura & os Catioros em Belo Horizonte, Breno Oliani (baixo), Guilherme Dias (guitarra), Giuliano D’Onofrio (percussão), João Paulo - Fubá (beats e voz) e Lagunaz (guitarra), produção executiva de Chiara Carvalho e Pri Rennó e técnico Milton Leite.
 
O evento reuniu Grupos de Congado, Capoeira, Terreiros, Samba, Batuque e Hip Hop, entre outros. O evento integra as ações do Plano Descentra Cultura Minas Gerais, da Secult, que tem o objetivo de municipalizar e democratizar o acesso aos bens e serviços da Cultura, com base nas diretrizes estabelecidas no Plano Estadual de Cultura, valorizando artistas, trabalhadores e trabalhadoras da Cultura, estimulando a geração de emprego e renda, com atenção especial à cultura popular e tradicional do estado.
 
O secretário municipal de Cultura, Gustavo Dutra, e a assessora de Fomento e Incentivo à Cultura, Marianna Gonçalves de Carvalho, prestigiaram o encontro. Antes, ainda na sexta-feira (29), Gustavo Dutra participou da assinatura do acordo de cooperação técnica entre os governos de Minas, Rio de Janeiro, Goiás e Distrito Federal, para a implantação da maior rota turística do Brasil, a Via Liberdade, interligando as belezas históricas, culturais e artísticas entre os quatro territórios.
 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp