03/11/2021 às 16h26min - Atualizada em 03/11/2021 às 16h26min

Viagens com propósito oferecem bem-estar por meio do contato com a natureza e o trabalho voluntário

FONTE: Jéssica Amaral jessicaamaral@depropositocomunica.com - FOTOS: Divulgação
Rio Tapajós

A Vivalá promove viagens de volunturismo com valorização da comunidade, da economia e a preservação dos biomas do planeta
 
A viagem de férias pode ter um propósito diferente. O turismo mesclado com o trabalho voluntário, o volunturismo, tem como objetivo imergir pessoas em um ambiente fora da sua realidade, ajudando moradores de regiões locais. Essa é a missão da agência de turismo sustentável Vivalá, que procura ressignificar a relação dos indivíduos com o turismo, auxiliando no empoderamento das comunidades visitadas e levando viagens a terem propósitos. Com o volunturismo, viagens que seriam apenas um simples entretenimento acabam se tornando uma rica experiência, beneficiando não só a quem viaja.  
“Viajar com propósito é uma vivência muito boa para quem viaja, para quem é visitado e para o planeta. Com a Vivalá, as pessoas aprendem a entrar de cabeça na cultura local da região viajada, a valorizar as economias regionais e a preservar os biomas do planeta. A parte mais interessante é perceber e entender que as pessoas deixam de se importar com o ‘para onde vai’ e começam a se importar com o ‘porquê vai’”, afirma Daniel Cabrera, cofundador e diretor executivo da Vivalá.
 
Experiência aproxima viajantes da natureza e de comunidades locais
 
Viajar é partir com os sentidos bem apurados, é vivenciar o caminho, conhecer outras culturas, crescer com as pessoas, provar outros sabores e encontrar inspiração nas paisagens. Viajar é um compromisso saudável entre sair da rotina, renovar energias e crescer interiormente.
“Incrível e algo totalmente fora do inesperado”, é como descreve Jessica Lopes, digital influencer do ramo de turismo, do perfil @andarilhas. A influenciadora foi, pela Vivalá, para a Amazônia, na região do Lago Acajatuba. “Nós nos reunimos em vários grupos e cada um auxiliava uma família de empreendedores locais, ajudando a solucionar os maiores problemas relacionados aos seus negócios. Foi uma grande conversa construtiva entre os visitantes e os moradores ribeirinhos”, comenta.  
Em busca de uma experiência para ampliar seus olhares e se emocionar, Solange Galvão, de 53 anos, também realizou volunturismo pela Vivalá, com a expedição Amazônia - Rio Tapajós. “Com tudo o que vivi, as histórias trocadas, as risadas espontâneas, toda a cumplicidade e soltura que o volunturismo me proporcionou na gratuidade das relações, percebi que a realidade em que vivemos muitas vezes se sobrepõe à existência e vem colocando fim a vários referenciais” destaca.
 
Viajar com propósito traz bem-estar, novas conexões e experiências
 
A Vivalá já realizou mais de 50 viagens de volunturismo em sete regiões brasileiras, inclusive com viajantes de vários outros países que se encantaram com as raízes do território brasileiro. Quando se viaja com propósito existe uma conexão com outras realidades, agregando conhecimentos e experiências a partir da jornada ao diferente, conhecendo histórias sobre os moradores, com a troca de ideias e as conversas que surgem ao longo do percurso.
Quem embarca nessa viagem tem a chance de conhecer todos os atrativos que o destino oferece, como: trilhas, matas, rios, cachoeiras, cavernas e muito mais. Tudo com uma percepção diferente do que normalmente aconteceria em uma viagem de turismo, visto que a expedição vai além dos pontos turísticos do destino escolhido.
A Vivalá acredita que "viagem com propósito" ou qualquer tipo de turismo sustentável ou consciente, não só é uma tendência, mas uma necessidade em um mundo pós-pandemia. “O turismo tem o poder de gerar enormes impactos na sociedade e é nossa responsabilidade garantir que estes sejam sempre positivos. A palavra ‘gratidão’ é a mais recorrente nos formulários de feedback dos viajantes. A imensa maioria volta pra casa com o sentimento de dever cumprido e com uma nova perspectiva a respeito da vida. São comuns os relatos de pessoas que tomaram a decisão de transformar a própria vida depois das reflexões, da inspiração e das experiências que viveram em uma Expedição Vivalá”, comenta Daniel Cabrera.
“A gente acaba voltando com uma sensação de coletividade e acaba criando laços de amizade tanto com as pessoas que ficaram, quanto com as pessoas do grupo e sente que, mesmo sendo uma diferença pequena, estamos construindo coletivamente algo e que realmente existem mudanças. Com uma pequena ajuda, podemos fazer parte de algo maior”, complementa Jéssica Lopes. 
 
NOVOS ROTEIROS PARA 2022 - Recentemente, a Vivalá lançou uma nova expedição para a Chapada dos Veadeiros (GO), que se esgotou rapidamente. Para os próximos meses, a agência pretende lançar novos destinos, incluindo: Sertão Veredas (MG), Chapada da Diamantina (BA), Geoparque Seridó (RN) e Aldeias indígenas no Acre. Atualmente, a Vivalá atua em dois destinos na Amazônia: Rio Negro, no Amazonas, e Rio Tapajós, no Pará. “As vagas de todas as viagens de 2021 já estão esgotadas. Em novembro, para celebrar o aniversário da Vivalá, vamos focar nas viagens em 2022, com destaque para estes novos destinos”, complementa Cabrera, da Vivalá.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp