11/01/2021 às 14h32min - Atualizada em 11/01/2021 às 14h32min

Brasileiro está dividido sobre intenção de viajar nos próximos meses

FONTE: Tais Bahov - Fronte Pesquisa / FOTO: Mirian Gasparin
As férias de verão chegaram e a tentação de viajar é grande, mas como conciliar o desejo de descanso com a pandemia de Covid-19 e a necessidade de isolamento? A Fronte Pesquisa perguntou a 750 consumidores brasileiros no final de 2020 o que eles pretendiam fazer em relação a viagens nos meses seguintes e o resultado mostra uma divisão: enquanto 21% afirmam que devem viajar, havendo ou não vacina disponível no Brasil, o mesmo percentual (21%) afirma que ficará em casa por conta da insegurança sobre a evolução da pandemia de Covid-19. A maior parcela dos entrevistados, 34%, deve viajar apenas se houver vacina disponível.
Entre a população com renda mais alta, a intenção de viajar somente se houver vacina disponível sobe para 43% e entre quem tem crianças em casa, a viagem mediante existência de vacina é cogitada por 41%.
"A pesquisa também confirmou um comportamento que já tínhamos observado em estudos anteriores: as mulheres estão mais preocupadas e mais cuidadosas em relação à pandemia. Entre elas, 25% dizem que ficarão em casa - tendo ou não vacina - por se sentirem inseguras com a Covid-19. Entre os homens, esse indicador é de apenas 16%", explica Juliana Piai, sócia-diretora da Fronte Pesquisa.
 
SOBRE A PESQUISA - A pesquisa Fronte foi realizada entre os dias 30 de novembro e 04 de dezembro de 2020 em cidades brasileiras que possuem shoppings. Foram entrevistadas 750 pessoas de forma online, distribuídas de acordo com a ABL de shopping (Área Bruta Locável) em cada Estado para que a amostra represente os internautas consumidores de shopping em todo o país. A margem de erro é de quatro pontos percentuais, para mais ou para menos.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp