18/10/2021 às 16h49min - Atualizada em 18/10/2021 às 16h49min

Dia do Consumo Consciente: TerraCycle elenca cinco atitudes que podem mudar o destino do planeta

FONTE: Seven PR – FOTO: Reprodução Google

Conheça os projetos que ajudam a transformar a ideia do lixo
 
A TerraCycle, líder global em soluções ambientais de resíduos de alta complexidade, alerta para a importância do Dia do Consumo Consciente, comemorado no último dia 15 de outubro. A data foi instituída em 2009, pelo Ministério do Meio Ambiente, para despertar a consciência da população sobre os problemas socioambientais causados pelos atuais padrões de consumo.
O consumo consciente é uma prática cidadã e certos hábitos podem contribuir efetivamente para a redução de nosso rastro ambiental. Além de chamar a atenção para a diminuição das compras em excesso, a data estimula uma mudança nos padrões de consumo praticados atualmente, dando preferência a produtos e serviços de empresas que já tenham incorporado uma agenda sustentável em seu modelo de negócios, seja reduzindo o uso de recursos naturais, eliminando componentes tóxicos em sua produção, criando linhas de produtos recicláveis e reciclados ou mesmo trabalhando com embalagens retornáveis.
Segundo uma pesquisa realizada pela WWF e destacada pelo Atlas do Plástico, o Brasil é responsável por despejar de 70 a 190 mil toneladas de resíduos plásticos nos oceanos todos os anos e, apesar de ter instituído a Política Nacional de Resíduos Sólidos em 2010, quase nenhum dos objetivos de reciclagem foi atingido dentro das metas estipuladas.
Outro levantamento, realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), apontou que 97% dos brasileiros possuem alguma dificuldade em adotar práticas de consumo consciente. O dado é alarmante, uma vez que o consumo de plásticos disparou no Brasil durante a pandemia, isso graças ao aumento na demanda de delivery de alimentos e do comércio eletrônico, além do maior uso de equipamentos de proteção descartáveis, como máscaras e luvas. Sendo que apenas 1,28% de todo esse material utilizado foi reciclado.
 
"Ninguém é tão pequeno que não possa fazer a diferença. É importante focar nas ações diárias, muitas delas simples mas que no final do dia geram grande impacto. Problemáticas muito grandiosas costumam nos paralisar. Por outro lado, quando medidas que estão ao nosso alcance são apresentadas, as chances de adesão por grande parte da população são maiores e isso faz com que os efeitos em larga escala se tornem grandiosos.", ressalta a gestora de Marketing e Relacionamento na TerraCycle, Renata Ross. Pensando nisso, a TerraCycle preparou uma lista de cinco atitudes básicas que podem ser adotadas por qualquer cidadão e com certeza deve contribuir para o fim do consumo e descarte desenfreado desse material.
1- Levar sua ecobag ou sacola retornável sempre que for fazer compras;
2- Montar um kit lixo zero para evitar descartáveis (copo, talheres, guardanapo e canudo);
3- Escolher marcas e empresas com ações efetivas para a diminuição da geração de resíduos;
4- Recusar itens plásticos de uso único desnecessários;
5- Participar de um ou vários Programas de Reciclagem da TerraCycle, encontre-os aqui .
 
Sabendo que algumas pessoas têm dificuldade em dar o pontapé inicial, a professora e empresária Ana Lucia Zattar Coelho resolveu ensinar e dar dicas a quem aderiu ao projeto de vida sustentável. Conhecida como "Ana Catadora" ou "Ana Cata Comigo", a professora já tinha sustentabilidade em sua vida, mas conheceu o trabalho da TerraCycle e se identificou. "A sustentabilidade foi uma herança familiar, o próprio estilo que a família já pregava, de certa forma. Porém, fui descobrindo outras possibilidades também. Eu me encantava quando descobria e mergulhava de cabeça. Depois conheci os programas da TerraCycle e aderi. Porém, eu sempre achava que todo mundo deveria saber sobre", destacou Ana.
Além de pôr em prática suas atitudes cidadãs, ela resolveu ensinar as pessoas que desejam dar o destino correto ao lixo consumido e viver em harmonia com o meio ambiente. "Sempre falo que as pessoas devem começar pelo mais fácil. Tem tanta coisa que dá para fazer de imediato, como por exemplo, recusar sacolas plásticas e usar sempre uma sacola de tecido quando se vai às compras. Outra coisa é encarar o seu próprio "lixo" (resíduo) produzido e entender de fato que fazemos parte da solução. Cada um precisa conhecer e saber dar o destino correto, ou mais adequado e possível a sua realidade. Outra coisa é buscar reduzir a sua produção. Evitar um resíduo já na hora da compra, fazer melhores escolhas, como comprar a granel por exemplo. Compostar também é uma boa prática", concluiu Ana Zattar.


SOBRE A TERRACYCLE - Com atuação em 21 países, a TerraCycle é líder global em soluções ambientais de resíduos de alta complexidade. Suas operações já transformaram mais de 7,7 bilhões de embalagens em matéria-prima para geração de novos produtos. A TerraCycle engaja globalmente mais de 200 milhões de pessoas e já doou cerca de US$ 45 milhões para escolas públicas e instituições sem fins lucrativos.
No Brasil, a entidade atua por meio de Programas Nacionais de Reciclagem em parceria com instituições e consumidores, cujo propósito é oferecer o descarte correto de embalagens e produtos complexos, que podem ser enviados de forma gratuita pelas agências dos Correios e, ainda, apoiar entidades sociais e escolas públicas.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp