05/01/2021 às 15h31min - Atualizada em 05/01/2021 às 15h31min

Cervejas para o verão brasileiro

Jean Benetti - Sommelier de Cerveja
jean.benetti@bol.com.br
Liefmans Fruitesse - Belgica
Chegou o verão no Hemisfério Sul e a primavera já avisou que a temporada 2021 será bem quente. Além de piscina, churrasqueira acesa e boa música, os poços-caldenses também se acostumaram com cervejas de qualidade no copo; nada daquela bebida rala, neutra e sem personalidade, que deve ser engolida estupidamente gelada para esconder os seus grandes defeitos. E já que o papo aqui são as cervejas de qualidade, separei alguns tipos que considero bastante adequadas para o verão de nossa cidade.
 
Lager Clara: apesar de Lager não ser um estilo de cerveja, mas um grupo de mais de 30 estilos catalogados de baixa fermentação, as cervejarias de Poços de Caldas e região têm dado esse nome às cervejas dos estilos Munich Helles, International Pale Lager (antiga Premium Lager), German Helles Export Bier e Kölsch. São cervejas leves, refrescantes e bem carbonatadas (gaseificadas), ideais para os dias quentes que se aproximam. Há cervejarias que também chamam esses estilos de Pilsen, o que é errado.
 
Witbier: estilo de cerveja à base de trigo, original da Bélgica, que significa cerveja branca. É feita com maltes de cevada, trigo e aveia, além de, normalmente, compostas de sementes de coentro e cascas de laranja, o que a deixa leve, refrescante (cítrica) e condimentada, também muito indicada para o nosso verão. As Witbier costumam ser servidas com uma rodela de laranja ou limão siciliano na taça. Esse estilo também pode ser encontrado com os nomes de Bière Blanche, Belgian White, Belgian Wheat Ale e White Beer.
 
Catharina Sour: é o primeiro e único estilo brasileiro de cerveja. Foi criado com base no estilo ácido alemão Berliner Weisse, mas dele difere pelo fato de conter, na sua composição, uma ou mais frutas típicas do Brasil associadas. O teor alcoólico também é um pouco mais alto, alcançando médias de 5,5%vol. A sua acidez a deixa extremamente refrescante, no entanto, devo dizer que não é um sabor que costuma proporcionar “amor ao primeiro gole”. Aos cervejeiros mais ousados, recomendo procurar as bebidas do estilo Imperial Sour: a acidez nesse estilo é bem mais alta e algumas dispõem de até 10% de álcool.
 
Fruit Beer: estilo proveniente da Bélgica que se disseminou ao ser reproduzida por cervejeiros de todo o mundo. Esse estilo não é ácido como as cervejas do estilo Sour, entretanto, tal como as Sours, as Fruit também levam frutas em suas receitas. As mais comuns são produzidas com cereja, framboesa, morango, damasco, pêssego, mirtilo, entre outros, e o aroma e sabor das frutas é marcante nesse estilo de cerveja. No Brasil, as Fruit Beer têm sido fabricadas à base de frutas tropicais da estação (recentemente, a Cervejaria Colorado lançou a sua Summer Ale “Tim Maia”, à base de goiaba, e é deliciosa!), o que harmoniza ainda mais esse estilo da bebida com a estação mais quente do ano.
 
New England IPA (NEIPA): a queridinha dos amantes de IPA, trata-se de um estilo novo que surgiu nos EUA, na região da Nova Inglaterra, nordeste do país. É uma cerveja clara, porém turva, com muito lúpulo, entretanto, de baixo amargor. Possui corpo alto, por levar maltes de cevada, trigo e centeio, e é muito aromática, devido às notas frutadas cítricas dos lúpulos, bastante adequadas aos quentes verões tropicais. Também são chamadas de Juicy IPA, por lembrarem verdadeiros sucos de frutas.


 



*O Brand-News não se responsabiliza por artigos assinados por nossos colaboradores.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp