15/09/2021 às 14h49min - Atualizada em 15/09/2021 às 14h49min

Roda de Conversa online aborda a fé e a devoção dos Congos e Caiapós de Poços de Caldas

FONTE E FOTO: Secretaria Municipal de Comunicação Social da Prefeitura de Poços de Caldas
,
Iniciativa integra a programação da 8ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais
 
A Secretaria Municipal de Planejamento, Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, por meio da Divisão de Patrimônio Construído e Tombamento e a Secretaria Municipal de Cultura convidam para a roda de conversa online “São Benedito de Poços de Caldas: a fé e a devoção de seus Congos e Caiapós”, que será realizada nesta quinta-feira (16), a partir das 19h, no Canal Poços Curte em Casa no YouTube.
A “live” integra a programação da 8ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais. Em 2021, o tema da Jornada é “Caminhos do Patrimônio: contemporaneidade e novos horizontes”, em comemoração ao Dia do Patrimônio Cultural, aos 50 anos do Iepha-MG e aos 25 anos do ICMS Patrimônio Cultural. Nesta edição, a Jornada propõe ações educativas e de difusão do patrimônio cultural que promovam reflexões sobre a trajetória das políticas públicas do patrimônio cultural, novos patrimônios e novas tecnologias e lugares de memória.
 
A coordenadora da Divisão de Patrimônio Construído e Tombamento da Seplan, Lícia Tereza Perote de Almeida, destaca que o município conta com uma sólida política de preservação e que, recentemente, houve o primeiro registro de bem imaterial da cidade, exatamente da tradicional Festa de São Benedito.
Neste sentido, a “live” terá como tema “São Benedito de Poços de Caldas: a fé e a devoção de seus Congos e Caiapós”, em referência ao documentário de mesmo nome, produzido pela Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com a Associação de Ternos de Congos e Caiapós de Poços de Caldas, com apoio da Câmara Setorial de Cultura Popular do Conselho de Políticas Culturais e Coletivo Estamos Aqui - Projeto Curas.
 
“É uma alegria viabilizar esta parceria junto à Secretaria Municipal de Planejamento, por meio da Divisão de Patrimônio Construído e Tombamento, sempre no sentido de sensibilizar a comunidade sobre a importância da preservação também dos nossos patrimônios culturais imateriais, que são fundamentais na formação do nosso povo”, destaca o secretário municipal de Cultura, Gustavo Dutra.
 
A roda de conversa, que será transmitida da Biblioteca Municipal Centenário, no Espaço Cultural da Urca, com restrição de público e adoção de todos os protocolos de enfrentamento da Covid-19, contará com o atabaque de Maria Augusta Clementino, participante do Movimento Negro de Poços de Caldas e integrante do Conselho Municipal de Política Cultural.
Com mediação da pedagoga da Divisão de Patrimônio Construído e Tombamento, Sônia Sanches, a mesa vai reunir a arte-educadora, mestre da Cultura Popular pelo Ministério da Cultura e bandeireira do Terno de São Benedito, Lúcia Vera de Lima; a professora aposentada e pesquisadora Maria José de Souza (Tita); a presidente da Associação dos Ternos de Congos e Caiapós de Poços de Caldas, Lilia Clementino; a coordenadora do Grupo de Caiapós São José, Maria Lúcia Ramos; e a antropóloga e produtora cultural Gabriela Acerbi.
 
A Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais acontece desde 2009, e teve sua inspiração inicial na experiência das Journées duPatrimoine. Criado na França em 1984, o evento se consolidou por marcar, de forma nacional e anualmente, um final de semana de mobilização popular em torno da valorização e preservação do patrimônio francês.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp