13/09/2021 às 17h38min - Atualizada em 13/09/2021 às 17h38min

Programa Reviva Turismo: a retomada do setor em MG

FONTE: Gustavo Mendicino - FOTO: Reprodução Google
Coreto de Cambuquira, primeiro município a receber a equipe da Secult
,
No Sul de Minas, Secult anuncia investimentos e ações do programa que visa a retomada do setor no estado; Poços receberá a visita do secretário Leônidas Oliveira no sábado, 18
 
O secretário Leônidas Oliveira está no Sul de Minas, nesta semana, para apresentar importantes ações da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult) voltadas à retomada das atividades turísticas e também à descentralização de recursos da cultura no estado.
O primeiro município a receber a equipe da Secult, nesta terça-feira (14/9), é Cambuquira, onde haverá reuniões executivas com gestores municipais, além do anúncio do repasse de R$ 20 mil em recursos do ICMS Patrimônio Cultural para a Banda de Música Doze de Maio e o Coral de Cambuquira.
 
A Secult também estará em Caxambu (15/9), quando anuncia o investimento de R$ 35,5 milhões do Programa Reviva Turismo para todo o estado; em Monte Verde (16 e 17/09), onde inicia a implantação da Rede Integrada de Proteção ao Turismo; e em Poços de Caldas (18/9), reunindo-se com prefeitos e secretários de Cultura e Turismo da região, além de cumprir outras agendas.
 
POTENCIALIDADES - O Reviva Turismo foi desenhado de acordo com as múltiplas potencialidades turísticas de Minas Gerais:  paisagens naturais e urbanas exuberantes; a singular cozinha mineira; concentração de patrimônios históricos, culturais e da humanidade; complexo de águas e estâncias hidrominerais e toda a mineiridade representada pelo povo acolhedor. A estruturação do programa se deu em consonância com o plano Minas Consciente e com as tendências mundiais para o Turismo no atual cenário, que envolvem a busca por atividades ao ar livre e turismo de natureza, de aventura, rural, cultural e de experiências.
O Reviva Turismo, lançado dia 10 de maio, dará impulso à retomada gradual e segura das atividades turísticas, com base em quatro eixos: biossegurança, estruturação, capacitação e marketing do destino Minas Gerais. Um dos principais objetivos do programa é resgatar o setor, um dos mais prejudicados pela crise em função da pandemia de Covid-19, e estimular toda sua cadeia produtiva, que envolve oficialmente 15 segmentos econômicos, segundo critérios do Ministério do Turismo. O programa vai investir cerca de R$ 17,5 milhões em 2021, por meio de parcerias público-privadas e patrocínios, e a meta é que o Turismo gere 100 mil empregos até 2022, colocando Minas entre os três principais destinos do país.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp