21/07/2021 às 14h45min - Atualizada em 21/07/2021 às 14h45min

Atletas de Cricket da Seleção A participam da Cerimônia de Convocação

FONTE E FOTOS: Jubinsk

Integrantes do time em desenvolvimento, elas receberam seus uniformes e vão trilhar a jornada visando o time principal, Cricket Brasil; equipes são treinadas em Poços de Caldas por Matt Featherstone
 
No último dia 13 de julho foi realizada no Centro de Treinamento a Cerimônia de Convocação das Atletas que fazem parte do time A da Seleção Brasileira Feminina de Cricket. Dez atletas femininas participaram da convocação e vão trilhar a jornada a caminho do Cricket Brasil, time principal.
As atletas receberam seus uniformes - parte importantíssima da cerimonia é a entrega dos bonés, que têm uma representatividade simbólica na história do cricket e valor imensurável na jornada individual. A capitã do time, Roberta Avery, deu boas-vindas com alegria, ressaltando a emoção, honra em representar o Brasil, com um uniforme e Brasão. Roberta ponderou sobre a responsabilidade e comprometimento de cada atleta exercer a postura empática entre a equipe e adversárias, e também o cumprimento dos mandamentos do esporte. Destacou a retomada aos treinos intensivos nos meses subsequentes, projetos de realização de jogos entre times fortes, para adquirir mais experiências, e a preparação física, técnica e mental com veemência visando a prova internacional que irá ocorrer em novembro.
 
A equipe feminina é atual Campeã Sul-Americana na competição continental, com títulos em 2015, 2016, 2018 e 2019. Nas outras cinco disputas sul-americanas, foram vice-campeãs.
A Seleção Brasileira Feminina de Cricket é a primeira equipe feminina das Américas a receber contratos de profissionalização do esporte. O Brasil realizou tal feito com a equipe feminina antes de qualquer vínculo com a equipe masculina, tornando-se pioneira global.
Atualmente, o Brasil está filiado à entidade máxima deste esporte como associate member. Desde sua fundação, a Confederação Brasileira de Cricket organiza a Seleção Brasileira de Críquete. O primeiro presidente da entidade foi John Nicholas Landers, que acabou sendo sucedido por Ian Lawrence Webster em 2007 e atualmente conta com Matt Featherstone, como presidente reeleito para o triênio 2021-2023. Matt nasceu na Inglaterra mas está radicado em Poços de Caldas há vários anos.
 
O Brasil participa de uma série de torneios a nível internacional, representado pela Seleção Brasileira de Cricket. A competição mais importante que o país disputa atualmente é o ICC Americas Championship, no qual já se sagrou uma vez campeão ao disputar a Division 3 de 2009, vencendo as seleções de Chile, Belize e Peru. O país disputou esse torneio no ano de 2011 entre 10 e 17 de abril, quando esteve na ICC Americas Championship Division 2 e acabou perdendo todos as cinco partidas que disputou, descendo novamente à Division 3 do continente.
No âmbito de competições sul-americanas, o país se fez presente em todas as suas edições, desde a primeira disputa em 1995 (quando terminou em quarto lugar). As melhores campanhas brasileiras foram registradas em 1997 (na Argentina) e 2015 (no Chile), obtendo o vice-campeonato em ambos. Outro resultado expressivo da seleção brasileira registrou-se no sul-americano de 2014, então disputado no Peru, quando venceram os argentinos pela primeira vez neste esporte.
 
“Não importa a modalidade: sempre podemos extrair e transpor preciosas lições do esporte para a vida. Liderar pessoas para que atuem de forma organizada, eficiente e harmônica, dia após dia, para atingir objetivos coletivos, é um grande desafio. A gestão bem-sucedida exige disciplina, dedicação e constantemente desafia os indivíduos nele envolvidos a performarem no limite de suas capacidades individuais”, disse a jornalista e fotógrafa Jubinsk. “Dentre os esportes coletivos, o cricket me alcança de maneira singular, pelos incontáveis exemplos de valores humanos. Apenas, uma percepção de fotógrafa”, pontua. Segundo ela, o faz desta modalidade um esporte tão especial é que sua prática está permeada por um código de ética baseado em cinco valores principais, todos eles seguidos fielmente por praticantes e sintetizados na sigla DRIPS: Disciplina, Respeito, Integridade, Paixão e Solidariedade. “Desejo que todas as conquistas sejam realidade nessa linda jornada”, finaliza.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp