05/07/2021 às 15h48min - Atualizada em 05/07/2021 às 15h48min

Mais vacinas contra a Covid-19 chegaram em Minas Gerais

FONTE E FOTO: GOVERNO DE MINAS - SEC. GERAL - Sup. Central de Imprensa - FOTO: BH Airport

AstraZeneca, Janssen e Pfizer dão continuidade à imunização dos mineiros; Governo de Minas disponibilizou também mais de 109 mil kits intubação para 120 hospitais
 
 O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, recebeu no sábado (dia 03), mais imunizantes do 28º lote de vacinas contra a Covid-19. As vacinas chegaram em três momentos. No Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, Confins, pela manhã, desembarcaram 26 caixas com 304.750 doses de AstraZeneca. Logo depois, às 12h30, chegaram 219.960 doses da Pfizer, e às 12h35, as da Janssen, com 342.300 doses. Todas foram encaminhadas para a Central Estadual de Rede de Frio, onde são verificados acondicionamento e temperatura.
A remessa complementa as vacinas que já foram entregues às Unidades Regionais de Saúde na última sexta-feira, 2/7, quando foram distribuídas 736.820 doses.
 
PÚBLICO-ALVO - As vacinas serão destinadas à aplicação da primeira dose aos grupos de trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário; trabalhadores de transporte de aquaviário; caminhoneiros; trabalhadores industriais e pessoas entre 55 e 59 anos.
Também serão direcionadas à segunda dose dos grupos de pessoas de 60 a 64 anos; indivíduos com comorbidades e pessoas com deficiência permanente.
 
 
KITS INBUBAÇÃO - A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) disponibilizou, na última semana, 109.525 medicamentos para o kit intubação, sedativos para o tratamento de pacientes com Covid-19. Os insumos foram direcionados a 120 unidades de saúde, em 87 cidades. São 63.350 unidades de fentanila e 39.305 de midazolam, adquiridos pelo Governo de Minas; além de 6.870 de propofol, enviados pela União. Os sedativos são suficientes para que os hospitais tenham cobertura de até 10 dias para o atendimento aos pacientes.
“Novas aquisições estão sendo planejadas pela Secretaria, de acordo com as oportunidades de mercado”, afirma o diretor de Medicamentos Básicos da SES-MG, Jans Bastos Izidoro. “Mesmo assim, reforçamos que os prestadores também mantenham as tentativas de compra dos itens”, orienta.
Semanalmente, a SES-MG tem disponibilizado os sedativos de acordo com o monitoramento de estoques periódicos. Os insumos são direcionados a instituições que se encontram com níveis de disponibilidade dos medicamentos considerados críticos. Desde setembro de 2020, foram mais de 1.6 milhão de kits disponibilizados aos hospitais.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp