13/06/2024 às 16h20min - Atualizada em 13/06/2024 às 16h20min

São Sebastião ganha unidade voltada ao turismo e à proteção da biodiversidade marinha

FONTE E FOTOS: Ieda Lettera Comunicação - [email protected]
 
O Espaço Vida Marinha é referência aos turistas que buscam passeios náuticos com a garantia do selo sustentável
 
A Prefeitura de São Sebastião se uniu a entidades voltadas à proteção e ao estudo da biodiversidade marinha para a inauguração de um centro dedicado à educação ambiental e à promoção do ecoturismo no município. Localizado na Rua da Praia, no centro histórico da cidade, o Espaço Vida Marinha foi aberto neste início de junho com a missão de ser ponto de referência aos turistas que buscam passeios náuticos no município com a garantia do selo sustentável.
 
Mantido pela Secretaria Municipal de Turismo de São Sebastião, o local funciona com equipes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, o ICMBio, do Instituto Argonauta, do Instituto Baleia Jubarte e do Projeto Baleia à Vista.
 
Com expediente todos os dias da semana, das 9h às 18h, a unidade disponibiliza atividades educacionais programadas e exposições sobre a vida marinha, incluindo registros do fotógrafo Rafael Mesquita que viraram cartão de visita do turismo no município, além da exibição de ossadas de animais mamíferos marinhos, como golfinhos e vértebras de baleias jubartes.
 
No local, o turista encontra agências que atuam em parceria com os órgãos ambientais citados e proporcionam vendas de passeios com a garantia do cumprimento de normas para o turismo de conservação da vida marinha.
 
Entre os mais em alta no destino está o avistamento de baleias e cetáceos, que já está com a temporada 2024 aberta ao público e segue até agosto. Outro passeio cotado em São Sebastião é ao Refúgio de Alcatrazes, um arquipélago que integra uma Unidade de Conservação Federal em São Sebastião.
 
“O Espaço Vida Marinha chega para consolidar nosso ecoturismo, que tem crescido a cada dia e destacado a cidade no cenário nacional. No final do ano passado, ganhamos o Prêmio Braztoa pela implementação bem-sucedida do turismo de observação de baleias que preza pela preservação ambiental”, ressalta Adriana Augusto Balbo, secretária de Turismo de São Sebastião.
 
O avistamento de baleia, inclusive, é uma atividade turística relativamente recente no município. Começou em 2018 quando, com os primeiros avistamentos, a cidade iniciou estudos e tratativas com o Instituto Baleia Jubarte e o Projeto Baleia à Vista para fotoidentificação das jubartes que passam pelo Canal de São Sebastião.
 
A temporada de 2023 terminou com o recorde de 740 avistamentos no Canal de São Sebastião. E a expectativa para este ano é de que o número seja ainda maior, tanto que a Secretaria de Turismo da cidade tem incentivado não só a população local, mas também os turistas a enviarem fotos de caudas de jubartes, que são como uma espécie de “digital” dela, para auxiliar no processo de catálogo.
 
Observadas com mais força especialmente entre os meses de junho e julho, as baleias foram destaque no stand da cidade na WTM (World Travel Market), uma das maiores feiras de turismo do Brasil.
 
“O avistamento é uma atração turística cujo interesse está crescendo e que nos orgulhamos de desenvolver com sustentabilidade”, reforça a secretária.
 
A unidade que abriga o Espaço Vida Marinha funciona na Orla da Rua da Praia, a poucos metros do Centro de Informações Turísticas (CIT), até então considerado o ponto de referência do turismo na cidade.
 
SERVIÇO:
Mais informações sobre passeios voltados ao avistamento de cetáceos podem ser obtidas pelo telefone (12) 3892-2620 ou pelo site www.turismosaosebastiao.com.br/o-que-fazer/observacao-de-baleias
 
Siga @turismosaosebastiao

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.