27/05/2021 às 14h38min - Atualizada em 27/05/2021 às 14h38min

Parceria entre Instituto Estrada Real e Mercado de Origem valoriza pequenos produtores mineiros

FONTE: Anna Ludendorff - annacarolina@presoticomunicacao.com.br FOTO: Diego, fotógrafo viajante

Representantes das entidades assinam convênio para a implantação de uma loja que vai integrar o Circuito de Mercados e será porta de entrada para quem deseja conhecer a cultura de Minas Gerais
 
No último dia 25 de maio, o Instituto Estrada Real (IER) e o Mercado de Origem firmaram uma parceria que vai beneficiar centenas de artesãos, pequenos produtores e agricultores familiares de Minas Gerais. Durante cerimônia realizada no bairro Olhos D’Água, no local onde será inaugurado o Mercado, em 2022, representantes das entidades assinaram um convênio que marca a presença do IER com uma loja no local, compondo o Circuito de Mercados.
 
Para Bernard Martins, vice-presidente da Fundação Doimo, integrante do consórcio de empresas responsável pela administração do Mercado de Origem e do Circuito, a Estrada Real vai ser uma das grandes âncoras do Circuito dos Mercados. “Acredito que o espaço trará um crescimento de, no mínimo, 20% a 30% de público interessado em conhecer a rota e começar seu roteiro turístico aqui. Esta parceria se somará com outras diversas parcerias estratégicas já existentes, como Secretaria da Cultura e Turismo do Estado de Minas Gerais, Prefeitura de Belo Horizonte, IMA, EMATER, SESC dentre outros”.
O diretor executivo do IER, Daniel Junqueira, também está otimista com a parceria. “Achamos que o Mercado de Origem tem muita relação com o Instituto no seu contexto geral, que é o de fomentar o turismo e o desenvolvimento da economia local. Com o objetivo de focar no pequeno produtor, no artesanato e na agricultura familiar, esse convênio ajuda o Instituto no seu objetivo amplo”, comemora.
 
Por meio do espaço dentro do Mercado de Origem Zona Sul, o IER busca oferecer ao turista, não só o seu receptivo, mas também souvenires, produtos exclusivos do IER, produtos diversificados, feitos por pequenos produtores espalhados por toda a rota da Estrada Real. “São centenas de municípios e, por meio de parcerias com a Secretaria de Cultura e Turismo e as prefeituras dessas cidades, buscamos identificar esses produtores e trazê-los para cá”, explica Bernard.
Dessa forma, a ideia é que o Mercado de Origem se transforme em uma “porta de entrada" para quem vai conhecer a Estrada Real, saindo de Belo Horizonte. "Pretendemos criar um ponto de encontro, reunir informações para o público, inclusive para quem quiser conhecer os projetos, investir, participar e fazer o turismo, que leva renda para as cidades e seu entorno”, revela Junqueira.
 
Com data prevista de inauguração para 2022, o IER já vem se estruturando para a montagem da loja. “Temos trabalhado em parcerias e levado pessoas para conhecer o local. Quem nos procura com problemas para escoar a produção vai encontrar maior facilidade para vender seu produto, além de obter auxílio para se adequar às normas e enfrentar outras dificuldades que possam ter. Será um grande passo”, acredita Junqueira.
 
INSTITUTO ESTRADA REAL - O Instituto Estrada Real é uma instituição sem fins lucrativos com a finalidade de valorizar o patrimônio histórico-cultural do estado e estimular o turismo, a preservação e a revitalização dos entornos das antigas Estradas Reais remanescentes.
Classificada como a maior rota turística do país, a Estrada Real inclui Patrimônios da Humanidade, como as cidades de Ouro Preto, Diamantina, Congonhas e Parati, além de diversos patrimônios naturais e histórico-culturais. Ao todo, são mais de 1.630 quilômetros de extensão, passando por Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp