27/03/2024 às 15h35min - Atualizada em 27/03/2024 às 15h35min

Uberaba (MG) é reconhecida como Geoparque Mundial da Unesco

FONTE: Ministério do Turismo - [email protected] - FOTO: Arquivo MTur
“Terra dos Dinossauros no Brasil”, um dos três pilares da cidade mineira

 
Cidade mineira se torna a sexta brasileira a ostentar o título e terá benefícios para a promoção do turismo sustentável

O Brasil tem mais uma cidade reconhecida como Geoparque Mundial: a mineiríssima Uberaba, no Triângulo Mineiro, recebeu o título da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O reconhecimento é concedido levando em conta a relevância internacional com base em um conceito de proteção, educação e desenvolvimento sustentável.
 
O município mineiro é o sexto brasileiro a contar com esse reconhecimento internacional. Além dele, ostentam esse título: Araripe (entre CE, PE e PI), Seridó (RN), Caminhos dos Cânions do Sul (SC e RS), Caçapa do Sul (RS) e Quarta Colônia (RS). No mundo, são 213 geoparques em 48 países.

Para concorrer ao título, Uberaba enviou uma proposta batizada de “Terra de Gigantes”, contendo três pilares: “Local onde Chico Xavier se revelou ao espiritismo mundial”; “Capital Mundial do Zebu” e “Terra dos Dinossauros no Brasil”, este último, devido aos trabalhos paleontológicos no bairro rural de Peirópolis.

O título trará ao nunicípio e ao estado de Minas Gerais benefícios como a promoção do turismo sustentável, bem como o desenvolvimento da economia e do empreendedorismo local. “A chancela internacional da Unesco permite que esses geoparques se destaquem como territórios de desenvolvimento sustentável, além de se tornarem produtos turísticos de destaque internacional. Com isso, o Brasil aumenta sua competitividade e visibilidade nesse tipo de turismo”, comentou a Coordenadora-Geral de Produtos e Experiências Turísticas do MTur, Fabiana Oliveira.

CONCEITO - Geoparques são áreas geográficas unificadas de relevância geológica internacional e que são administrados com base em um conceito de proteção, educação e desenvolvimento sustentável.
 
O título não está ligado apenas à questão geológica, mas busca ampliar a exploração e o desenvolvimento das regiões em aspectos naturais, culturais e imateriais. A certificação demonstra a presença de espaços com diversidade de opções de turismo, que servem como alternativa para o desenvolvimento dos municípios.

O título concedido pela Unesco tem duração de concessão de quatro anos. Após esse período, cada Geoparque é reavaliado, podendo ter a nomeação revista.

MANUAL DO MTUR - Para estimular os projetos de geoparques no Brasil, o Ministério do Turismo disponibiliza o “Manual de Desenvolvimento de Produtos Turísticos de Geoparques no Brasil”. A medida apoia o direcionamento de políticas públicas das três esferas de governo e a orientação de ações de investimento, marketing e de promoção para este nicho de mercado, entre outras ações.

Com isso, espera-se proporcionar a inclusão de mais localidades brasileiras na Rede Global de Geoparques da UNESCO, que promove o desenvolvimento sustentável e a economia criativa das áreas reconhecidas.
 
Acesse o manual na íntegra AQUI.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.