11/05/2021 às 15h51min - Atualizada em 11/05/2021 às 15h51min

NOTAS RÁPIDAS - 11/05


Você já ouviu falar do movimento POCOSCONTRAFOME?
Diante das graves sequelas causadas pela pandemia em nossa cidade - a fome é a pior delas -, um grupo de amigos, sem vínculos políticos ou interesses pessoais, resolveu juntar forças e buscar ajuda para amenizar esse problema.
Daí surgiu a ideia de lançar a campanha que visa arrecadar cestas básicas, por um prazo de cinco meses. As doações serão encaminhadas às entidades Instituto A, Apae, Lenços ao Vento, Casa do Caminho, Galpão das Artes, Criança Feliz, Casa de Passagem Trilhar, GAAPO e ABACO.
“Todos estão comprometidos com a causa e só querem arrecadar cestas básicas e fazer com que elas cheguem nas mãos de quem tem fome”, lembram os organizadores.
Para colaborar, entre no site www.pocoscontrafome.com.br e faça sua doação. O valor da cesta básica é R$ 55,00 e você pode doar de forma individual ou de forma corporativa.
O apoio é do San Michel Supermercados.
Ajude contribuindo, divulgando e espalhando o bem!
 
 
 
 
 
MuBE REABRE COM EXPOSIÇÃO DE AMILCAR DE CASTRO TRAZENDO ESCULTURA COM QUASE 18 METROS DE ALTURA E 27 TONELADAS
 
Cerca de 120 obras do escultor neoconcretista, artista plástico e designer gráfico Amilcar de Castro compõem as instalações internas e externas do MuBE (Museu Brasileiro de Escultura e Ecologia), incluindo uma gigantesca obra com quase 18 metros de altura e 27 toneladas, que saiu pela primeira vez de Uberaba, em Minas Gerais, e percorreu 480 km para chegar ao museu. A exposição "Amilcar de Castro: na dobra do mundo" é uma homenagem ao centenário do artista, que integra o rol dos maiores expoentes brasileiros na arte e cultura. A mostra é gratuita e pode ser visitada de quinta a domingo, de 11h às 17h, mediante agendamento prévio pelo site www.mube.space.
A exposição é realizada em parceria com o Instituto Amilcar de Castro e conta com a curadoria de Guilherme Wisnik (professor da FAU-USP, crítico de arte e curador), Rodrigo de Castro (filho do artista e diretor do Instituto Amilcar de Castro) e Galciani Neves (curadora-chefe do MuBE). Para os interessados que não residem em São Paulo ou não poderão comparecer ao MuBE, é possível acessar a visita virtual, disponível no site da instituição. Quem passar em frente ao museu, a pé, de ônibus ou carro, também consegue contemplar as obras da parte externa e acessar os conteúdos via QR code, disponibilizado em banners na fachada.
 
FONTE: Agora Comunica

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp