09/11/2023 às 15h39min - Atualizada em 09/11/2023 às 15h39min

UNIFAL-MG receberá mais de R$ 6 milhões em recursos para fortalecer a pesquisa, a pós-graduação e a internacionalização

FONTE: Diretoria de Comunicação Social - [email protected] - FOTOS: Arquivo / Dicom / Grupo de Pesquisa
Registro feito no Laboratório de Imunologia e Microbiologia da UNIFAL-MG
C 
Projetos da Universidade contemplados pela FAPEMIG preveem a criação de redes de colaboração internacionais
 
Dois projetos da UNIFAL-MG foram contemplados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) em chamadas públicas voltadas para a consolidação da pesquisa e para o fomento da internacionalização. O valor total do aporte ultrapassa R$ 6 milhões, que serão destinados a promover avanços na pesquisa e na pós-graduação da UNIFAL-MG, por meio da criação de redes de colaboração internacionais.
 
Consolidação da Pesquisa Científica e Tecnológica
 
A primeira proposta foi aprovada na Chamada 03/2023, referente ao Programa Institucional de Consolidação da Pesquisa Científica e Tecnológica. Conforme explica o professor Luiz Felipe Leomil Coelho, pró-reitor adjunto de Pesquisa e Pós-Graduação e coordenador de Pesquisa, o projeto, contemplado em R$ 3.931.923,22, envolve diretamente sete programas de pós-graduação da UNIFAL-MG, selecionados dentre os institucionais com pesquisadores expoentes na área e parcerias internacionais. São eles: Ciências Farmacêuticas (PPGCF), Química (PPGQ), Ciências Ambientais (PPGCA), Ciência e Engenharia Ambiental (PPGCEA), Ciências Biológicas (PPGCB), Física (PPGF) e Geografia (PPGEO).
 
“Com o apoio da Reitoria, da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, da Câmara de Pesquisa e dos programas envolvidos, foi possível construir uma proposta que teve como base aumentar a visibilidade da UNIFAL-MG junto à comunidade internacional”, destaca.
 
Entre as ações previstas, o pró-reitor adjunto cita missões de trabalho em instituições de vários países, para os quais será viabilizada tanto a ida de pesquisadores da UNIFAL-MG, visando adquirir novas habilidades, competências e experimentos, quanto a vinda de pesquisadores do exterior para a Universidade, com o intuito de disseminar o conhecimento adquirido, realizar cursos e colaborar em projetos de pesquisa.
 
Conforme o pró-reitor adjunto de Pesquisa e Pós-Graduação, o projeto prevê também melhorar o parque de equipamentos de médio porte para possibilitar a execução dos trabalhos. “Nós vamos ter um incremento muito significativo de equipamentos de custo elevado, com caráter multiusuário, que são importantes e vão aumentar a qualidade das pesquisas realizadas na UNIFAL-MG”, compartilhou.
 
Além dessas ações, a proposta prevê recurso ainda para fomentar a publicação em periódicos de elevado impacto. “Nós temos também reservado nesse edital, recursos que vão pagar as taxas de publicação em periódicos internacionais de qualidade científica”, revela o professor Luiz Felipe Coelho.
 
 
Fortalecimento da internacionalização por meio de redes de colaboração internacionais na pesquisa e pós-graduação da UNIFAL-MG
 
O segundo projeto aprovado foi submetido à Chamada 09, voltada para o Fomento à Internacionalização das ICTMGs [Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação do Estado de Minas Gerais]. Neste edital, a Universidade foi contemplada com R$ 2.460.335,11 em recursos para implantar e fortalecer redes de pesquisa internacional e propiciar o ambiente de cooperação internacional entre docentes da Universidade e de instituições reconhecidas internacionalmente.
 
“Oito programas de pós-graduação da UNIFAL-MG foram selecionados internamente, dentre os demais programas de pós-graduação institucionais com pesquisadores expoentes na área e parcerias internacionais para aprimorar ainda mais a pesquisa e a pós-graduação na UNIFAL-MG, mediante a criação de sólidas redes de pesquisa internacionais”, explica o pró-reitor adjunto de Pesquisa e Pós-Graduação.
 
“Nossa proposta é coerente com as necessidades da nossa Instituição, alinhando-se com o Plano de Desenvolvimento Institucional e com a Política de Internacionalização Institucional”, acrescenta o professor Luiz Felipe Coelho.
 
Estão envolvidos no projeto, os programas de: Ciências Farmacêuticas (PPGCF), Química (PPGQ), Ciências Ambientais (PPGCA), Ciência e Engenharia Ambiental (PPGCEA), Física (PPGF), Geografia (PPGEO), Engenharia Química (PPGEQ) e História Ibérica (PPGHI).
 
Além de missões internacionais, envolvendo tanto a ida de pesquisadores da Universidade ao exterior quanto a vinda de pesquisadores estrangeiros, a proposta prevê bolsas para realização de doutorado sanduíche de discentes, bem como para pós-doutorado no exterior para os docentes.
 
O edital da FAPEMIG destinou R$ 23 milhões para o financiamento dos projetos aprovados. Em março, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais havia convidado pró-reitores e representantes das instituições de ciência e tecnologia do estado para um debate sobre Internacionalização e Inovação para o Desenvolvimento de Minas Gerais, que originou a chamada.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.