27/04/2021 às 17h45min - Atualizada em 27/04/2021 às 17h45min

NOTAS RÁPIDAS - 27/04

DIGITALIZAÇÃO FAZ NEW YORK TIMES MUDAR TERMO CONSAGRADO HÁ 50 ANOS
 
Referência para a indústria de notícias, o New York Times está mudando uma tradição de 50 anos, em sintonia com os tempos de digitalização cada vez maior de seu jornalismo. A partir de hoje (27), artigos de articulistas e comentaristas que não fazem parte da equipe da redação deixam de se chamar Op-Eds e viram Guest Essays (ensaios de convidados). O termo Op-Ed foi adotado quando o jornal decidiu, em 1970, criar uma seção para dar espaço ao pluralismo de ideias. Ele refletia a posição da seção, que era publicada na página oposta à dos editoriais do jornal. E acabou passando a fazer parte do jargão do jornalismo em língua inglesa.
Kathleen Kingsbury, editora de opinião do New York Times, explicou o que levou o jornal a quebrar a tradição: “A razão é simples: no mundo digital, em que milhões de leitores do Times leem o jornal online, não existe um Op-Ed geográfico, assim como não existe um Ed geográfico para o Op-Ed ser oposto. É uma relíquia de uma era passada e de um design de jornal impresso antigo.”
A mudança pode parecer insignificante, mas simboliza os tempos da digitalização do jornalismo. Também uma tentativa de aproximação maior com o leitor, abolindo jargões na busca de uma linguagem mais clara e direta com o público. A novidade foi notícia em jornais de vários países nessa terça-feira.
 
FONTE: MediaTalks - Eduardo Ribeiro/ Luciana Gurgel
 
 
 
 
 
CARTÓRIOS MIGRAM PARA O DIGITAL
 
Hoje, por causa da pandemia do coronavírus, causador da Covid-19, vários serviços passaram a ser feitos de forma virtual. Mesmo aqueles tidos como essenciais, como supermercados e farmácias, aderiram a essa forma de atendimento. Outro exemplo de serviço considerado essencial e que tem migrado para o digital, aos poucos, é o dos cartórios. Vinculados a uma série de regras rígidas definidas por leis estaduais, federais e normas editadas pelo Poder Judiciário nacional e também dos diferentes estados da Federação, os Cartórios de Notas e de Registros brasileiros estimularam as autoridades a avançar na regulamentação dos serviços digitais.
 
FONTE: Sindijori MG - Diário do Rio Doce - Governador Valadares
 
 
 
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp